segunda-feira, dezembro 23, 2013

AINDA SOBRE A MAGIA DO NATAL...






A magia ainda vive no coração dos adultos, que aceitam o desafio de vestir o fato do Pai Natal. Este ano há mais pessoas a fazer o papel do velhinho das barbas brancas. 

Com a crise, os cachets baixaram e a oferta tornou-se maior. Uns recebem entre mil a 1500 euros por 15 dias a fazer de Pai Natal, outros cobram 75 euros por presença em eventos e grandes superfícies e outros ainda só aceitam participar nesta festa gratuitamente, a favor da comunidade onde vivem.

Há quem conte com uma experiência de mais de 30 anos, outros estreiam-se na grande fantasia de uma viagem que começa no Polo Norte e termina numa qualquer chaminé. A história fala de São Nicolau, conhecido por salvar marinheiros das tempestades, defender crianças e oferecer generosos presentes aos mais pobres, o primeiro Pai Natal de que há memória.

Nos anos 30 do século XX a Coca-Cola procurava uma forma de vender mais refrigerantes no inverno e contratou um ilustrador para desenhar a publicidade. Nasceu assim o Pai Natal , aquele que todas as crianças esperam na noite de 24. Um museu alemão pede agora que o Pai Natal seja classificado como Património Imaterial da Humanidade, argumentando as suas origens germânicas.

Lendo um matutino, algures pela manhã, esta estória que poderemos e devemos chamar de mais uma estória de Natal, prendeu a minha atenção e sensibilidade, pela sua autenticidade e  pelo espírito de natal que ela traduz.

Como sempre, insiro no final a publicação do comentário mais votado.


«António Carvalho: idade 77 anos, profissão reformado (era vendedor de mobiliário), anima hoje o largo de Cascais onde está.

Aos 77 anos, António Carvalho orgulha-se da barba natural branca, que deixa crescer todos os anos desde abril e que corta sempre no dia 26 de dezembro, terminado o trabalho de Pai Natal.
O papel começou já depois dos 30, por carolice. Hoje, a figuração ajuda a engordar os parcos 400 euros de reforma. "Cobro aos que podem pagar, para depois ir de borla a algumas instituições", frisa. António Carvalho, casado, com um filho e um neto de 12 anos, acredita no Pai Natal e faz com que os outros também acreditem. Ostenta barbas verdadeiras, para criar a magia, e "confrontar os miúdos atrevidos, que gozam e questionam o Pai Natal. A esses, dou-lhes a volta", diz.

Não foi fácil a sua infância, interrompida aos dez anos quando se viu obrigado a trabalhar para ajudar a família, após o pai ter ficado incapacitado. "Comecei a varrer lojas e a deitar serradura para a entrada, como se fazia então. Fui vendedor de mobiliário, ganhava à comissão, e deixei para trás o meu sonho, o teatro e a música."

Mas aproveitou as oportunidades da vida. "Trabalhei em telenovelas, teatro e fiz um curso de representação com um colaborador da TV Globo que veio a Portugal, tenho um diploma e tudo", diz com orgulho, acrescentando que também é vocalista da Banda Maior e aluno na Universidade da Terceira Idade. Por isso, sempre que veste a pele de Pai Natal faz questão de dar "uma palavra de conforto às crianças". E recorda uma situação difícil, há uns anos, numa grande superfície de Odivelas: "Perguntei às crianças o que queriam receber e um menino disse que gostava de ter um prato de sopa na mesa. Só queria um buraco para me esconder. Somos obrigados a ter grande capacidade, pois o papel de Pai Natal também pode ser muito sentimental".»




Comentário mais votado:
"Sou eu o verdadeiro pai natal. sem dinheiro e desempregado e com dividas de 2000 euros as financas que não me perdoa nem um centimo tentei dar algo aos meus filhos mas só lagrimas me escorrem pelo rosto "
João




2 comentários:

Claudia disse...

Olá Maria Haydée, passando aqui para lhe desejar um Natal abençoado junto a seus familiares. E a todos de Portugal, que a esperança renasça sempre!Forte abraço!

M.H. R.M. disse...

Obrigada, Claudia.Com os nossos familiares queridos, é sempre Natal. É o que igualmente para você, amiga, muita alegria junto de todos os seus.
Que o Novo Ano seja o ano de todas as suas realizações mais desejadas.Beijo grande, do tamanho do Brazil e Portugal!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...