sábado, novembro 23, 2013

O MAIS BELO POEMA DE "PRETO, BRANCO, E"...Com ANTERO DE QUENTAL




NA MÃO DE DEUS


Na mão de Deus, na sua mão direita,
Descansou afinal meu coração.
Do palácio encantado da Ilusão
Desci a passo e passo a escada estreita.

Como as flores mortais, com que se enfeita
A ignorância infantil, despojo vão,
Depois do Ideal e da Paixão
A forma transitória e imperfeita.

Como criança, em lôbrega jornada,
Que a mãe leva ao colo agasalhada
E atravessa, sorrindo vagamente,

Selvas, mares, areias do deserto...
Dorme o teu sono, coração liberto,
Dorme na mão de Deus eternamente!



ANTERO DE QUENTAL, in "Sonetos"





3 comentários:

Germana Vaz Pinto disse...

Lindíssimo

Germana Vaz Pinto disse...

Lindíssimo

M.H. R.M. disse...

Obrigada pelo comentário, Germana. Ainda bem que gostou. Um blogue simples,sem pretensões, mas elaborado com muito carinho! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...