domingo, novembro 11, 2012

"PICASSO BLACK AND WHITE" - Guggenheim Museum, New York











O Museu Guggenheim em Nova Iorque, apresentou um exposição dedicada ao pintor espanhol Pablo Picasso, que estará aberta ao público de 5 de outubro de 2012 a 23 de janeiro de 2013. Em "Picasso Black and White" estão reunidas cento e dezoito pinturas, esculturas e trabalhos em papel, produzidos entre os anos de 1904 e 1971. Desde A Passadora até O Beijo, todo em cinza e negro, pintado décadas depois, a exposição foi organizada cronologicamente.

1-Marie Thérèse, 1931                                        2-Femme au Vaso, 1933                                      3-La Repasseuse,1906

Nascido em 25 de outubro de 1881, Málaga, Espanha, filho do pintor académico José Luiz Blasco, Pablo Picasso começou a desenhar com tenra idade. Em 1895 a família mudou-se para Barcelona, e Picasso estudou em La Lonja, a academia de artes plásticas. A sua visita à Horta do Ebro (1898-1899) e a sua associação com o grupo  no café " Els Quatres Gats" por volta de 1899, foram cruciais para o seu grande desenvolvimento artístico.


1-Atelier de la Couturière,1926                               2-Les Dames d'Honneur,1957                             3-Tête de Cheval,1937

A primeira exposição de Picasso teve lugar em Barcelona, em 1900, após a qual Picasso se deslocou a Paris para a primeira de várias estadias durante os primeiros anos do século. Estabeleceu-se definitivamente nesta cidade em abril de 1904, e logo o seu círculo de amigos incluiu Guilherme Apollinaire, Max Job, Gerttrude Stein, entre outros.


1-Busto de Mulher,Marie Thérèse, 1931                       2-L'Accordéoniste,                                  3-Nu assis,1922-23


O seu estilo desenvolveu-se a partir do Período Azul (1901-1904), para o Período Rose (1905), para a fase central do trabalho Demoiselles D'Avignon (1907), e para uma fase posterior analítica do Cubismo (ca. 1908-19011) seguida da sua fase Sintética (a partir de (1912-1913). A intervenção de Picasso em produções de ballet e teatro começou em 1916. Logo a seguir, a sua obra caracteriza-se pelo neoclassicismo, um interesse renovado pelo desenho e representação figural.

1-A Casa Charnel,1944-5                                     2-Le Baiser,1969                                  3-Grand Nu Couché,1942
Na década de 1920, o artista e sua esposa Olga, com quem se casou em 1918, continuou a viver em Paris, viajou com frequência e passou os seus verões na praia. De 1925 a 1930, Picasso envolveu-se até certo ponto com os surrealistas, e desde a queda de 1931, interessou-se especialmente pela escultura. Em 1932, com grandes exposições nas Galerie Georges Petit, de Paris, e da Kunsthaus Zürich, Zurique, e da publicação do primeiro volume do catálogo raisonné de Christian Zervos, a fama e popularidade de Picasso aumentaram significativamente.

1-Tête de Femme,1934                            2-Homme, Femme et l'Enfant,1906                    3-Buste de Femme,1922

Em 1936, a Guerra Civil Espanhola afetou profundamente Picasso, expressão que culminou com a sua pintura Guernica (1937). A associação de Picasso com o Partido Comunista começou em 1944. A partir da década de 1940 viveu no sul de França. Entre o enorme número de exposições que Picasso realizou em vida, as mais significativas foram a realizada no Museu de Arte Moderna De Nova Iorque em 1939, e a do Musée des Arts Décoratifs, de Paris, em 1955.

1-Femme avec l'Enfant mort,1937                           2-La Cuisine,1948                                        3-Étude de Guernica,1937

Em 1961 o artista casou-se com Jacqueline Roque, e foram viver para Mougins, onde Picasso continuou o seu trabalho prolífico em pintura, gravuras, cerâmica e escultura. Trabalhou até à sua morte, em 8 de abril de 1973.

"Picasso Black and White" é a primeira exposição monocromática a explorar o uso marcante do preto e branco ao longo da carreira prolífica do artista espanhol. Alegando que a cor se enfraquece, Picasso realçando os tons negros, preto e cinza, pretendeu realçar a estrutura formal e autonomia inerente à sua arte, ao longo de toda a sua carreira.

1-Nature Morte au Boudin,1941                                     2-Sylvette,1954                              3-L'Enlèvement des Sabines,1962

Uma das curadoras da exposição, Carmen Giménez, explicou que as obras dos períodos Rosa e Azul de Picasso, assim como a etapa da sua incursão pelo movimento cubista e a sua experiência com o surrealismo, remetem às pinturas rupestres do Período Paleolítico.

Também se pode relacionar com uma tradição espanhola que usava abundantemente a cor negra nas suas pinturas, perpetuada por artistas como El Greco, Diego Velásquez, Francisco de Zurbarán, José de Ribera e, principalmente Francisco de Goya com as suas pinturas negras.

1-Femme Assise dans un Fauteuil,1938                        2-Le Guidaste,1943                                                 3-Pablo Picasso

«Picasso fez um uso muito afetivo do preto, do branco e dos tons cinzentos, evocando texturas escultóricas», explicou Carmen, que acrescentou que, eliminando a cor, «que debilita», o pintor pretendia «destacar a estrutura formal e reafirmar a sua autonomia».

Picasso valeu-se dessas tonalidades pretas, brancas e sombras suaves em toda a gama de cinza para recriar temas que variam desde as atrocidades até tabernas alegóricas, passando por interpretações intensas de obras-primas da história da arte, às quais dava uma «chamativa intensidade com tons mínimos». Picasso também empregou esta paleta de tons nos trabalhos «altamente sexuais» que realizou no fim da sua vida, e que em alguns casos, ficaram doces mas sempre vigorosos e um exemplo da expressão cortante e espontânea que é tão típica da sua produção.

Museu Guggenheim em Nova Iorque, USA.
Esta exposição inclui ainda uma obra monocromática, que se crê ter sido um esboço da famosa e belíssima  Guernica.

CONTACTOS: web.guggenheim.org






2 comentários:

peonia disse...

PICASSO, uma escolha perfeita para uma tarde de domingo. Adorei este "boião de cultura"!!
De resto, já me habituei ao bom gosto e profundidade do seu Blog que, infelizmente, não tenho visitado muito.
Beijinhos

M.H. R.M. disse...

Obrigada, Peonia.
Tenho todo o gosto em que venha todas as vezes, já sabe. Estimo bem os seus comentários, sempre de grande qualidade e amizade.
Beijo grande.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...