sexta-feira, outubro 21, 2011

FIM DE UMA DITADURA - Morte de Muammar Kadhafi




Afinal Kadhafi, de 69 anos, não andava fugido pelo sul da Líbia nem estava refugiado junto à fronteira com a Argélia, como o próprio Conselho de Transição julgava. Estava na sua cidade natal, último bastião das forças que lhe eram leais e refúgio provável, mas menosprezado pelas autoridades líbias, por ser tão óbvio. Foi junto aos seus que  Kadhafi tentou resistir à mudança inevitável e foi ali que a mudança o apanhou.
Local onde se escondeu Kadhfi, perto de Sirte

No fim da madrugada de ontem, perante a queda iminente da cidade, tentou fugir. Uma coluna armada com cerca de quinze veículos deixou Sirte rumo a oeste, mas tinha percorrido pouco mais de 3 quilómetros, quando foi detetada por aviões franceses da NATO.

A coluna foi bombardeada e os poucos sobreviventes, incluindo Kadhafi, ferido nas pernas, procuraram refúgio em dois túneis de escoamento de águas, debaixo de uma auto-estrada. Foi ali que os rebeldes os encontraram, pouco depois.

Após um forte tiroteio, os poucos guardas que restavam foram mortos e o ditador foi capturado, de pistola na mão e a pedir clemência. Baleado no abdómen, foi metido numa carrinha e levado para Sirte, onde foi manietado e espancado por combatentes rebeldes, antes de ser executado, ao que tudo indica, com um tiro na têmpora esquerda.
Corpo de Muammar Kadhfi

O Conselho Nacional de Transição (CNT) da Líbia ainda não decidiu o destino dar ao cadáver do ex-líder  Muammar Kadhafi. Apesar da lei islâmica indicar que o funeral deve ocorrer o mais depressa possível, o funeral pode ser adiado por alguns dias. "Disse-lhes para guardarem (o corpo) numa câmara frigorífica durante alguns dias, para garantir que todos saibam que está morto", afirmou o ministro do petróleo, Ali Tarhouni, adiantando que ainda que não está marcada qualquer data para o enterro.

O corpo de Kadhafi foi transportado para Misrata. A ONU pretende abrir um inquérito para esclarecer como o ex-líder líbio foi morto. "As circunstâncias não são claras. Pensamos que é necessário abrir um inquérito" afirmou o porta-voz do alto comissariado, Rupert Colville, referindo-se à confusão causada pela existência de um video em que Kadhafi aparece vivo entre os rebeldes.

A morte de Muammar Kadhafi termina uma era na Líbia e põe fim à vida de um dos governantes mais excêntricos do mundo árabe, o que não o impediu de receber e ser recebido ao longo das décadas, por estadistas de todo o mundo. 
Kadhafi com alguns líderes europeus

Mas alguns deles, como Sarkozy, apoiaram as forças que o derrubaram.

Imagens divulgadas pela al-Jazeera mostram o corpo ensanguentado a ser arrastado pelas ruas da cidade de Sirte, na humilhação final daquele que um dia  quis ser o "Rei dos Reis" de África".  





2 comentários:

peonia disse...

Já consultei as ms. sugeridas no FB. Obrigada!
A execução de Kadaphi, uma barbaridade, não lhe parece?
Oxalá, os líbios saibam entrar no caminho da paz e do desenvolvimento!
Beijinho

M.Haydée Nogueira disse...

Oxalá assim seja, os líbios já têm passado bastante, no que respeita a fome e conflitos. Só que realmente não era preciso tanta barbaridade, como muito bem diz, nem o exibicionismo que se lhe seguiu...
Bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...