sábado, fevereiro 12, 2011

UM PRÉMIO IMPRESSIONANTE - The World Press Photo of the Year 2010




O retrato de uma mulher afegã, mutilada do nariz, valeu à repórter sul-africana, Jodi Bieber, o grande prémio do concurso internacional World Press Photo 2010.  
Violência - lapidação

O vencedor foi anunciado ontem, em Amesterdão.

A foto, tirada num refúgio para mulheres em Cabul, foi capa da revista "Time", em 1 de Agosto de 2010, revela uma jovem afegã de 18 anos, Bibi Aisha, a quem o marido cortou o nariz e as orelhas por ela ter voltado para a família, depois de o acusar de maus tratos. Bibi Aisha voltou depois a fugir do marido que a maltratava e contou a sua história.
Violência- prostituição



A jovem foi ajudada por uma organização de apoio a mulheres vítimas de violência e enviada para os Estados Unidos, onde mais tarde foi operada e ficou a residir, depois de ter sido submetida a cirurgias de reconstrução facial que lhe devolveram o seu nariz e as suas orelhas.

Para o júri da World Press Photo, o retrato demonstra a dignidade da jovem afegã perante um caso de violência contra as mulheres. "Esta é uma daquelas fotografias que nos marcam para a vida", disse David Burnett, presidente do júri da World Press Photo.

Trata-se, efectivamente de uma fotografia assustadora, porque passa uma mensagem muito poderosa para o mundo onde cerca de 50 por cento da população são mulheres e muitas delas vivem em condições miseráveis, sofrendo uma violência constante.

Violência doméstica






Recordamos, entre tantas outras, Sakineh Astiani, condenada à lapidação, sentença aprovada pelo islamismo, e todas as  mulheres de todas as culturas espalhadas pelo resto do globo, silenciosas ou não, que perecem vítimas deste monstruoso flagelo social.



É hora de dizer: 
BASTA!!!



2 comentários:

Claudia disse...

Impressionante foto, imagine quantas milhares de mulheres passam por um problema parecido e ninguém fica sabendo.
Ótimo artigo.

Maria Haydée Nogueira disse...

O silêncio e o medo são os melhores parceiros deste tipo de violência, exercida pelo elemento mais forte e cobarde sobre o mais fraco,que por isso mesmo se cala.
Foi por ter essa noção,Claudia,que procurei lançar mais um alerta para estas situações tão dramáticas e tão numerosas...Nunca são demais.
Obrigada, mais uma vez, pela atenção que me dispensa.
Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...