quarta-feira, março 26, 2014

PELA NOITE...Com Fernando Pessoa






A MINHA CAMISA ROTA



A minha camisa rota 


(Pois não tenho quem me a cosa) 

É parte minha na rota 

Que vai para qualquer cousa, 

Pois o estar rota denota 

Que a minha atenção valiosa 

Para outros cimos se volta. 

Mas sei que isto é nada, 

Que a miséria não é mal

E que a camisa rasgada 

Não me traz a alma enganada, 

Em busca do Santo Graal



FERNANDO PESSOA 

31-10-1933 

In Poesias Inéditas (1930-1935), 1955




2 comentários:

artista sem pena disse...

Este é fantástico!

M.H. R.M. disse...

Obrigada pelo seu simpático cometário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...